• (31) 3031-2330
  • arraes@arraeseditores.com.br
Digite o que você procura

123

A obrigação de melhores esforços

Uma análise à luz do direito anglo-saxão e sua aplicação no Brasil

Dê Sua Opinião Sobre o Produto

Autor: Renato Scardoa

ISBN: 9788582384411; Ebook 9788582384428

Edição:

Ano: 2018

Número de páginas: 114

Tipo de acabamento: Brochura

Formato: 16x23cm

Disponível: Em estoque

Selo conselho

Preço

R$54,00

Cálculo de frete

 

Detalhes

"A presente obra tem por objetivo analisar a Obrigação de Melhores Esforços, cuja origem remonta ao período napoleônico e sua utilização teve maior importância nos negócios jurídicos celebrados na América do Norte e Reino Unido e, posteriormente, reproduzido em transações internacionais. O desenvolvimento deste trabalho partiu da observação e análise da Obrigação de Melhores Esforços nos principais estados do Estados Unidos da América, Canadá e Reino Unido, apontando as suas divergências e convergências interpretativas, conduzidas a um conceito de Obrigação de Melhores Esforços. Após realizada a análise da Obrigação de Melhores Esforços de acordo com o Direito Anglo- Saxão, passou-se a analisar a sua recepção e interpretação de acordo com o Direito Brasileiro, considerando os princípios e vetores interpretativos previstos na Constituição Federal Brasileira, a sua classificação enquanto obrigação e as suas consequências conforme outros institutos de direito privado, como o ônus da prova."

Queremos saber sua opinião

Produto: A obrigação de melhores esforços

Como você avalia este produto? *

  1 estrela 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 5 estrelas
Qualidade

Informação Adicional

Subtítulo Uma análise à luz do direito anglo-saxão e sua aplicação no Brasil
ISBN 9788582384411; Ebook 9788582384428
Autor Renato Scardoa
Edição
Ano 2018
Número de páginas 114
Tipo de acabamento Brochura

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book. It has survived not only five centuries, but also the leap into electronic typesetting, remaining essentially unchanged. It was popularised in the 1960s with the release of Letraset sheets containing Lorem Ipsum passages, and more recently with desktop publishing software like Aldus PageMaker including versions of Lorem Ipsum.

Mind