• (31) 3031-2330
  • arraes@arraeseditores.com.br
Digite o que você procura

DIREITO À EDUCAÇÃO PARA REFUGIADOS

Um estudo da (in)efetividade normativa a partir da teoria do reconhecimento de Axel Honneth

Dê Sua Opinião Sobre o Produto

Autor: Letícia Mirelli Faleiro e Silva

ISBN: 9786586138207

Edição:

Ano: 2020

Número de páginas: 126

Tipo de acabamento: Brochura

Formato: 16x23cm

Disponível: Em estoque

Selo conselho

Preço

de R$63,00

por R$53,55

Cálculo de frete

 

Detalhes

Os problemas que atingem os milhares de refugiados dispersos pelo mundo são complexos, sobretudo aqueles pautados na ineficácia de direitos básicos à sua própria existência como ser humano, desafiando os instrumentos legais e institucionais vigentes, a corresponderem adequadamente aos movimentos migratórios. A presente pesquisa tem como objetivo investigar se as leis que regulamentam o instituto jurídico do Refúgio garantem a essas pessoas o direito à educação e principalmente o acesso a esse direito, de modo a perquirir se esse direito é efetivo não só do ponto de vista normativo, mas principalmente por meio do reconhecimento intersubjetivo dos refugiados. A investigação que aqui se propõe será buscada à luz da “Teoria do Reconhecimento” desenvolvida pelo filósofo alemão Axel Honneth, que se fundamenta nas premissas universais de reconhecimento social de Hegel e Karl Marx.

Queremos saber sua opinião

Produto: DIREITO À EDUCAÇÃO PARA REFUGIADOS

Como você avalia este produto? *

  1 estrela 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 5 estrelas
Qualidade

Informação Adicional

Subtítulo Um estudo da (in)efetividade normativa a partir da teoria do reconhecimento de Axel Honneth
ISBN 9786586138207
Autor Letícia Mirelli Faleiro e Silva
Edição
Ano 2020
Número de páginas 126
Tipo de acabamento Brochura

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book. It has survived not only five centuries, but also the leap into electronic typesetting, remaining essentially unchanged. It was popularised in the 1960s with the release of Letraset sheets containing Lorem Ipsum passages, and more recently with desktop publishing software like Aldus PageMaker including versions of Lorem Ipsum.

Mind